Queijo panado com Compota de Cebola Roxa


Ponha a mão no ar quem gosta de petiscos!
Cá por casa gostamos muito! Já dizia o mais novo “vamos pesticar?”.

Na nossa sugestão de hoje, juntamos o sabor salgado e apimentado do queijo Camembert, crocante por fora e bem macio por dentro (e um pequeno truque para o panado sair perfeito e crocante!) , com o doce da compota de cebola roxa e o resultado é uma alegria de sabores!



Arroz de Sobras


Há alturas (sobretudo a seguir a festas) em que olho para o tacho cheio de arroz e penso “bem, tenho arroz até à próxima festa (e não, esta casa não anda sempre em festas)!
Mas, como está o proibido o desperdício, conseguimos transformar um simples arroz branco num almoço bastante apetitoso. Juntámos ao arroz uma dúzia de camarões cozidos que também ficaram de sobras et voilá: “camarões salteados, envolvidos em arroz aromatizado com coentros” ou simplesmente, o nosso arroz de sobras.
Já devem ter reparado que cá por casa se consomem muitos coentros! São tão aromáticos!...


Uma espécie de Moqueca de Salmão

Há muito que os sabores "diferentes", típicos de outros países, são bem vindos à nossa casa. Há um restaurante na cidade de Olhão cujo proprietário tem origens africanas, que, sempre que lá íamos, alguém tinha que pedir uma moqueca de qualquer coisa: peixe, marisco, ...
Desta vez, aventurámo-nos por este prato inspirado na famosa moqueca, mas de salmão com camarão. Vou-vos contar um segredo: aquele molho rico, com o sabor quente e adocicado do leite de coco, cortado pela lima e pelos coentros... é de "lember" os dedos! e olhem que é um prato muito simples e rápido de fazer!




Bolos de Canela Suecos ou "kanelbullar"


 Já foi há um tempo que fizemos uns bolos muito parecidos a estes (e que podem ver aqui nas nossas receitas de bolos). Desta vez - no seguimento do texto desses rolinhos de canela - procurámos a receita original dos Kanelbullar suecos. Aqui estão eles, parecidos aos outros, mas com o pormenor do cardamomo que dá um toque cítrico e fresco, ótimo para cortar o doce destes fofos bolinhos. Experimentem e não tenham receio de rechear bem os bolos com o açúcar e canela: é vê-los no forno a crescer e aquela pasta feita de manteiga, açúcar e canela a "eruptir" (será que este verbo existe??) pelas espirais do caracol, pintando-o de castanho enquanto nos cresce água na boca à espera que passem os 12 minutos...


Pescada regada com molho de coentros e alho


Não sei se serão da mesma opinião, mas sinto sempre que sermos criativos em receitas de peixe não é muito fácil.
E aqui em casa há sempre vários obstáculos. Os adultos gostam bastante de peixe, mas os mais pequenos reclamam sempre que há “carninnha do mar” para o jantar. Bem, na realidade eles reclamam muito assim no geral...
Bem, voltando, ao peixe... o mais novo até reclama em função da cor do peixe e das "coisas" (i.e. legumes, temperos, etc…) que a ele se colam. Portanto, este peixe com coisas verdes a flutuar pelo peixe foi uma experiência altamente arriscada para os paladares infantis e exigentes cá de casa.
Mas, espantem-se, gostaram bastante. No final até tive permissão para repetir: “podes fazer mais vezes, mãe”.



Risotto de Ervilhas com Bacon Crocante




- “Mãe, sobrou daquela comida de ontem?”
- Não, comemos tudo ontem à noite.
- Ohhhh…

Quando decidimos fazer um risotto de ervilhas para o jantar pensámos de imediato que os pequenos iriam refilar (claro!!!). E a verdade é que quando começaram a ver molho verde e as pequenas “bolinhas verdes” por todo o lado, franziram o nariz e ainda questionaram se seria só arroz com ervilhas.
Não desistimos facilmente, e não demorou que noutra passagem pela cozinha reconhecessem que “cheirava bem” e a verdade é que o resultado final até a nós surpreendeu.
O risotto ficou muito cremoso e cheio de sabor e o bacon estaladiço ajudou a convencer os pequenotes de que não era apenas arroz com ervilhas!
Mais uma prova culinária bem superada, e esta até tem truque no final para fazer o bacon crocante! (nem sobrou nada para o dia seguinte)

Chouriça com Tomilho e Mel


O que nos motiva?
Há uns tempos ouvi, em contexto de trabalho, alguém dizer que o que o motiva é a família. Aquela resposta bateu-me, entrou dentro de mim e tem ficado por aqui a ressoar.
Enquanto todos pensávamos na motivação em contexto de trabalho, aquela resposta soou-me como a mais acertada de todas. Curiosamente (ou não) esta resposta foi dada por um rapaz, dos mais novos.
Se hoje me fizessem aquela pergunta, em qualquer contexto, seria, sem dúvida, essa a minha resposta.
É claro que depois existem outros focos de motivação, mas todos eles orbitam, directa ou indirectamente, em torno da minha família, do meu ninho de afectos.
Hoje lembrei-me, particularmente, disto ao olhar para estas fotografias que, nem sei muito bem porque razão, me transmitem lar, aconchego... É que para além de motivadora, é na minha família que encontro colo e conforto naqueles dias em que apetece mandar tudo às urtigas! É ali que me encontro motivação para sorrir! São estes afetos que também partilhamos com a nossa comida.
Juntem-se em família com este petisco que tem tanto de simples, como de saboroso. Ah, e não se esqueça de acompanhar com o bom copo de vinho e umas belas gargalhadas em família.
Boas motivações para esse lado, quaisquer possam elas ser!

Pesquisar

Siga-nos no Facebook!

Gosta?

Fotos!

RSS
Instagram


Categorias

Com tecnologia do Blogger.

Seguir por Email

Blogs Portugal

Top blogs de receitas

Visitas